Sistema Famato
FAMATO
IMEA
       
Fale Conosco
 
   
 
 
20 de Jan de 2015

voltar
 
SOJA BRASIL
Importância da informação na sojicultura é um dos assuntos discutidos em Campo Verde
 
 

Para o presidente do Sindicato Rural de Campo Verde, Gladir Tomazelli, a informação é o principal ingrediente para melhorar a produção, a produtividade e a rentabilidade da lavoura. "E é neste ponto que o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) tem feito um excelente trabalho levando qualificação ao homem do campo e tem sido um excelente parceiro do Sindicato Rural de nosso município", afirmou durante a abertura das palestras sobre Agricultura de Precisão, que ocorreram na noite de segunda-feira (19.01) dentro do projeto Soja Brasil.

 


Tomazelli  também destacou que a realização do projeto Soja Brasil no município é primordial porque os dois temas em pauta este ano são importantes para o produtor rural. Agricultura de Precisão e Sistema Integrado de Cadastro Ambiental Rural (Sicar) são os assuntos discutidos na Caravana Soja Brasil que esta semana encerra a participação em Mato Grosso, porém ainda passa por Jaciara,  Alto Garças, Alto Araguaia e Alto Taquari.


O engenheiro agrônomo e Doutor em Ciências do Solo, Alan Acosta, um dos palestrantes FDA noite acrescentou que em pouco tempo o insumo mais importante será a informação. E as pessoas serão mais importantes que as máquinas. Ele considera que neste contexto o papel do Senar é o de dar o suporte para a qualificação da mão de obra que opera a tecnologia.
 

 

Assim como o palestrante, o produtor rural José Antonio Silva também acredita que a informação é o ingrediente principal para o sojicultor ter uma boa safra e fazer bons negócios. "Estas duas palestras trazidas pelo Projeto Soja Brasil sobre Agricultura de Precisão me reanimaram para voltar a investir na tecnologia".
 

O produtor Arilson Soares de Arruda, conta que Campo Verde está entre os municípios que mais produzem grãos em Mato Grosso. "Depois do arroz, cultivado nas décadas de 1960 e 1970, a soja foi a segunda lavoura a ocupar as terras na região. Os resultados positivos fizeram a área plantada aumentar consideravelmente a cada ano".


De acordo com os dados da prefeitura, anualmente são cultivados 180 mil hectares de soja no município e a produtividade média é de 55 sacas por hectare, mas há registros que em alguns anos esta média chegou a 60 sacas por hectare.
 

A soja é responsável por fomentar vários setores da economia local. No setor comercial, movimenta os segmentos de máquinas, implementos e insumos agrícolas aquecendo a economia da região durante todo o ano. A construção civil e o mercado imobiliário são outros beneficiados pelos excelentes resultados das lavouras.
 

O Senar-MT faz parte de um conjunto de entidades que forma o Sistema Famato. Essas entidades dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais do Estado. É formado ainda pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) e pelos 87 sindicatos rurais do Estado. O Senar está no Twitter e no Facebook. Siga @senar_mt e curta a Fan Page (www.facebook.com/SenarMt
 



Fonte: GECOM Senar-MT
 

VEJA TAMBÉM
Programa Campo Aprendiz forma mais 15 jovens em Campo Verde
Mapas com informações precisas fazem toda a diferença na tomada de decisões
Soja Brasil reúne mais de 100 produtores rurais em Querência
Abertura da colheita de soja em Mato Grosso será no dia 19 no município de Canarana
 
Veja mais notícias

Buscar Cursos
 
 POR TIPO DE CURSO
 
 
  POR CIDADE
 
 
 
Formação Profissional Rural
 
 
Promoção Social
 
 
 
 
 
 
(65)3928-4800
SENAR-MT 2014 - Todos os direitos reservados
Política de Privacidade
senar@senarmt.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, sn, Qd 01
Setor A - Centro Político Administrativo
CEP 78.049.015 - Cuiabá-MT